PIB brasileiro volta a patamar pré-pandemia com crescimento de 1,2% no 1º trimestre

O PIB é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país e mede o volume da economia. Nos três primeiros meses de 2021, o PIB brasileiro chegou a R$ 2,048 trilhões, mas ainda abaixo do ponto mais alto da atividade econômica do país


Nesta terça-feira (1º), o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou que o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil cresceu 1,2% no primeiro trimestre deste ano, em comparação com os três meses anteriores.

O PIB é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país e mede o volume da economia. Sendo assim, nos três primeiros meses de 2021, o PIB brasileiro chegou a R$ 2,048 trilhões.

“Mesmo com a segunda onda da pandemia de Covid-19, o PIB cresceu no primeiro trimestre, já que, diferente do ano passado, não houve tantas restrições que impediram o funcionamento das atividades econômicas no país”, avaliou a coordenadora de Contas Nacionais do IBGE, Rebeca Palis.

O número mostra o que Brasil iniciou o ano em expansão, porém, este número ainda é menor do que os números registrados nos dois trimestres anteriores. Mas, já é suficiente para que o PIB volte ao patamar do 4º trimestre de 2019.

“Com o resultado do primeiro trimestre, o PIB voltou ao patamar do quarto trimestre de 2019, período pré-pandemia, mas ainda está 3,1% abaixo do ponto mais alto da atividade econômica do país, alcançado no primeiro trimestre de 2014”, destacou o IBGE.

Cerca de 73% do resultado geral do PIB vem do setor de serviços, justamente o mais afetado no controle da pandemia, devido às restrições de circulação. Como a maior parte do país ainda permanece com restrições, para controlar a disseminação do coronavírus, especialistas acreditam que no segundo trimestre do ano aconteça uma retração no setor de serviços.

“A economia não vai no ano como um todo recuperar as perdas do ano passado. Nossa visão é que no segundo semestre a retomada será mais forte, puxada por serviços, justamente com o efeito da vacinação e maior flexibilidade em relação ao distanciamento social, com o nível de atividade no 4º trimestre similar ao do final de 2019”, diz  Juan Jensen, sócio e economista da 4E Consultoria, e que projeta um crescimento de 3,5% do PIB em 2021.


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

©2021 Deltha Contabilidade - Todos os direitos reservados. | by Cloudbe

× Como podemos te ajudar?

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?