Pesquisa mostra que empresas podem economizar com a digitalização de tributos

De acordo com a pesquisa, para se manter dentro da legislação fiscal, as empresas brasileiras gastam, em média, R$ 72 bilhões e duas mil horas por ano. Mas esses números podem ser muito mais altos já que, desde o início da pandemia, a legislação fiscal passou por mais de 500 mudanças nas três esferas de poder


Você sabia que a digitalização de tributos pode economizar cerca de 5% na carga de impostos da sua empresa?

Você sabia ainda, que, se sua empresa fatura R$ 3 bilhões por ano terá uma economia de até R$ 55 milhões ao implementar tecnologias tributárias?

Esses dados foram computados em uma pesquisa da Sovos, empresa global líder em soluções na transformação digital de impostos.

De acordo com a pesquisa, para se manter dentro da legislação fiscal, as empresas brasileiras gastam, em média, R$ 72 bilhões e duas mil horas por ano. Mas esses números podem ser muito mais altos já que, desde o início da pandemia, a legislação fiscal passou por mais de 500 mudanças nas esferas Federal, Estadual e Municipal, o que gera prejuízos não calculados pelas empresas.

“Muito em breve, deve haver um aumento na fiscalização para coletar esses impostos e, assim, as empresas precisam estar ainda mais preparadas. Anualmente, os prejuízos por não estar em conformidade fiscal giram em torno de R$ 170 bilhões por ano para as empresas no país”, destaca Paulo Zirnberger de Castro, Country Manager da Sovos no Brasil.

Se as empresas brasileiras ainda caminham lentamente para a digitalização de tributos, o Brasil já é referência na digitalização de impostos. De acordo com um estudo da TMF Group, a emissão de notas fiscais em formato eletrônico é exigida em 67% dos territórios do continente americano e o Brasil e a Argentina são os países líderes.

“Em todo o mundo, pequenos passos têm sido dados em direção à padronização dos princípios tributários e contábeis. (…) Entender os ambientes de negócios locais deve ser uma das prioridades para qualquer multinacional”, afirma Emine Constantin, head global de contabilidade e impostos da TMF Group.


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

©2021 Deltha Contabilidade - Todos os direitos reservados. | by Cloudbe

× Como podemos te ajudar?

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?