Brasil registra aumento do uso de galpões por conta das vendas online

No primeiro trimestre de 2021, os brasileiros fizeram 46,3 milhões de compras pela internet. No mesmo período, um levantamento registrou que o Brasil possui 15,1 milhões de m² de galpões, onde são armazenados os produtos que os brasileiros compram


A pandemia deu um outro tom para o delivery. Se tornou urgente ficar em casa e receber as compras e deixar para ir às lojas apenas quando casos e mortes por Covid-19 estiveram num patamar bem pequeno.

De acordo com a plataforma E-bit/Nielsen, no primeiro trimestre de 2021, os brasileiros fizeram 46,3 milhões de compras pela internet. Em 2020, no mesmo período, foram 38,8 milhões. E a renda do e-commerce também cresceu: foram R$ 16,4 bilhões faturados nos três primeiros meses do ano passado e R$ 22,6 bilhões este ano, cerca de 38% a mais.

Portanto, quem vende qualquer tipo de produto precisa mais do que nunca de espaço para guardar esses itens e encaminhá-los para a casa dos clientes.

O melhor lugar, então, são galpões. Nos três primeiros meses de 2021, um levantamento da consultoria Cushman & Wakefield registrou que o Brasil possui 15,1 milhões de m² de galpões. Esse espaço já é 7% maior do que no mesmo período de 2020, quando o país tinha 14,2 milhões de m² em galpões.

Desses 7% de área de galpões que cresceram no Brasil, 5% estão no Estado de São Paulo que saiu dos 9 milhões de metros quadrados para 9,4 milhões de m² em galpões. As cidades de Guarulhos, Barueri e Cajamar, por estarem localizadas perto de rodovias e serem centros de distribuição, são as mais procuradas para o aluguel de galpões.

“A pandemia acelerou fortemente a procura por espaços de galpões, sobretudo pelas empresas de e-commerce e de logística. Esse aumento reflete também a nacionalização do e-commerce no Brasil. São galpões que chamamos de classe “A” porque são ocupados por grandes empresas. A absorção em 2020 foi ainda mais alta que a oferta de novos espaços, especialmente em São Paulo”, explica Jadson Andrade, head de inteligência de mercado da Cushman & Wakefield.


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

©2021 Deltha Contabilidade - Todos os direitos reservados. | by Cloudbe

× Como podemos te ajudar?

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?