Desemprego caiu neste 2º trimestre de 2022, retomada presencial volta a acelerar a economia


Setores presenciais, como restaurantes, hotéis e comércio registraram as maiores contratações neste ano


A retomada econômica pós-pandemia está entrando na sua normalidade, comparando com 2019, voltando a ter o trânsito que tinha antes e voltando a criar capital de giro no comércio da cidade.

O IBGE divulgou um interessante levantamento feito pela Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), onde revela um declínio no número de desempregados no país. No primeiro trimestre deste ano, haviam 11,94 milhões de pessoas sem trabalho, enquanto que o segundo trimestre o número diminuiu para 10,8 milhões.

Já na comparativa com o mesmo período do ano anterior (2º tri de 2021), a queda é ainda maior, onde foi contabilizado 14,83 milhões de desempregados.

Os setores que exigem atendimento presencial foram os mais afetados pela pandemia, e são esses setores que estão com maiores contratações, como hotéis, restaurantes, comércios, entre outros.

Dentre os diversos setores, destacam-se o aumento em relação a 2021:

  • Alojamento e alimentação: 5,44 milhões de empregados e aumento de 23,1%;
  • Outros serviços: 5,11 milhões e aumento de 18,7%;
  • Serviços domésticos: 5,89 milhões e aumento de 18,7%;
  • Comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas: 18,95 milhões e aumento de 14,2%;
  • Construção: 7,48 milhões e aumento de 11,2%;
  • Indústria geral: 12,65 milhões e aumento de 10,2%.

SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

©2022 Deltha Contabilidade - Todos os direitos reservados. | by Cloudbe

× Como podemos te ajudar?

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?